top of page
Search
  • Writer's pictureIsa Martins

Como Montar o Feed Perfeito





Primeiro de tudo, o perfeito demais não rola. Nem na estética, nem no ser humano e nem na comunicação! Cultivar defeitos é uma BOA!


O que é diferente de organizar o espaço ( FEED ORGANIZADO), para melhorar a experiência do seu público e da sua audiência.


Dá para ser organizado sem ser perfeito demais!


E com isso chegamos em uma “fórmula do feed perfeito” que não é complexa e nem ao menos impossível de ser alcançada.


Cada marca tem suas próprias particularidades, que devem ser sempre respeitadas, e é de grande importância seguir algumas recomendações para a construção da sua vitrine digital, trazendo o recorte do que você é, o que você quer representar para o seu público.


E nesse empacotamento, buscamos sempre a harmonia visual com o seu feed, autenticidade e veracidade da sua marca, transparência, entretenimento e claro uma boa história que permeia toda a sua marca!


Afinal, não adianta nada ser bonito por fora, mas não entregar conteúdo algum.


E quais seriam essas recomendações?


Defina a paleta de cores




O primeiro passo é definir a paleta de cores e, a melhor forma de fazer isso, é analisando quais são as cores da identidade visual da sua empresa.


Afinal, ela representa muito do que a sua marca é e como ela quer ser vista pelo público.


[Um ótimo exemplo é a forma na qual o Nubank vem trabalhando com sua principal cor, o roxo, nas redes sociais. Além da presença da paleta no cartão, na logomarca e em todo o material de divulgação da empresa, suas redes sociais inserem a cor roxa de forma muito natural e bem trabalhada.]




Dessa forma, o público cria um sentimento de associação ao ver o roxo por aí, seja na cidade, em roupas, objetos ou qualquer outro momento do dia a dia.


A ideia não é forçar a barra e criar posts monocromáticos: o segredo está na inserção das cores estrategicamente.


O importante é que, ao bater o olho nas postagens, seja possível reconhecer traços da identidade visual de forma fácil e automatizada, mesmo que com o uso de outros recursos que não sejam as cores.


DICA: nossos olhos sempre buscam outros olhos - use fotos para direcionar o olhar. Lembre-se de pensar em fontes específicas e paletas de cores para criar uma identidade visual para a sua marca. Aqui na FuFrame, nós adoramos o site da adobe para buscar paletas de cores. O pinterest também é uma fonte de inspirações excelente!


Capriche na curadoria


O conteúdo visual demanda algumas pré-definições importantes. Depois de pensar na paleta de cores, é hora de definir as prioridades em relação às imagens.


Vão haver pessoas? Elas aparecerão de forma direta, ou o foco será em recortes de mãos e partes do corpo específicas? Caso contrário, serão apenas fotos de produto?


A partir das definições, será muito mais fácil realizar a curadoria das imagens e estabelecer um padrão.


Ele nada mais é do que mais um elemento da identidade visual da sua marca, que não pode ser deixado de lado.


Se a escolha for de utilizar pessoas, não se esqueça de caprichar na humanização. Retrate a maior quantidade de perfis diferentes, sempre respeitando as definições de público - alvo da sua marca.



Selecione recursos gráficos e um filtro padrão




Além das cores, é igualmente importante pensar nos efeitos de edição das imagens. Caso esta seleção não seja feita, o feed ficará bagunçado e desconectado.


Pense em cada imagem como peça de um quebra-cabeças. Elas devem conversar entre si, e isto também é feito a partir da definição de um filtro e recursos gráficos.


Aplicativos como o Lightroom, da Adobe, disponibiliza ótimos recursos de edição de fotos gratuitamente e na palma da mão.


Lembre-se, também, que exageros não são legais: preze por naturalidade e lembre-se do “menos é mais”.

Feeds cheios de informação dão uma atmosfera pesada e bagunçada para o perfil da marca, o que não é nada agradável aos olhos e pode afastar possíveis seguidores.


Fique atento em relação ao tamanho das imagens


Até alguns anos atrás, era possível postar apenas imagens no formato quadrado, chamado de “square”.


Isso mudou recentemente, quando a rede social permitiu a publicação de fotos na horizontal e vertical.


Como o feed do Instagram reúne as imagens no formato quadrado, o ajuste será feito de forma automática pela rede social.


Por isso, na hora de editar a imagem, mantenha os principais elementos na região central, evitando os extremos nas laterais e pontas superior e inferior.


O cuidado é ainda maior quando existem elementos gráficos que, quando cortados, também não ficam legais.



Aqui, nós somos o que de fato a gente quer ensinar. Isso se chama verdade e embasamento - FUFRAMERS!


Perfis para se inspirar. Dá serie [ Gente como a gente]


Depois de aprender a parte conceitual, é hora de visualizar tudo o que falamos na prática. Veja alguns perfis da série [ Gente como a gente] - Filhos da FuFrame e que hoje aplicam sua identidade visual muito bem no Instagram!








Se você gostou deste post e acredita que está mais preparado para iniciar a construção da sua marca no digital, deixa o seu comentário aqui!


Se pintar alguma dúvida no caminho, é só nos acionar.


𝗟𝗘𝗠𝗕𝗥𝗘-𝗦𝗘: Começamos juntos para você conseguir continuar sozinho⠀


Conheça o nosso e-book INSTAGRAM DESCOMPLICADO.



23 views0 comments

Commenti


bottom of page